Post Page Advertisement [Top]


A ética, de acordo com os dicionários, é uma parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano, refletindo a respeito da essência das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social.

A ética corporativa é a forma que o indivíduo se comporta dentro das organizações.
A grande competitividade, os altos níveis de pressão e o estresse podem fazer com que o clima organizacional da empresa se transforme em uma enorme “ringa de galos”, com atitudes pouco (ou nada) éticas. Logo, há multiplicação de atitudes destrutivas e moralmente questionáveis. Como criar situações para prejudicar um parceiro com o objetivo de ocupar seu cargo ou, ainda, obter os créditos pelo trabalho que fora realizado por outra. Essas atitudes deixam de lado princípios básicos para o convívio e o trabalho em conjunto, tal como confiança, espírito de cooperação e humildade.

A ética corporativa está diretamente ligada ao modo como o profissional interage com os outros – sejam estes subordinados, superiores ou colegas de mesmo nível. Da mesma forma como acontece em outros setores da vida, é da qualidade dessas interações que surgirão relacionamentos saudáveis e produtivos a longo prazo. Trabalhar e se relacionar de forma não ética pode beneficiar temporariamente, entretanto, com o tempo promove falta de confiança e degradação dos relacionamentos.

São diversas as organizações que têm a ética dentre seus valores principais. Também criam mecanismos internos para evitar que colaboradores corrompam os seus princípios.

Bottom Ad [Post Page]