Post Page Advertisement [Top]

   
   
   Todas as pessoas podem ser encaixadas em um dos cinco níveis de produtividade, que pode ser do nível A, o melhor, podendo chegar ao E, o pior deles. O nível de produtividade não está ligado somente nos resultados que foram alcançados mas também a relação entre todo o esforço empregado para realizar a tarefa e seus ganhos.
   Um exemplo claro de produtividade na prática; imagine o seguinte cenário: João se enche de tarefas obrigatórias, e que precisam ser feitas diariamente, entretanto, essas tarefas não estão em direção à realização dos seus sonhos e objetivos pessoais, e com isso, João pensa que está produzindo, mas na verdade só está ocupado e se ocupando ainda mais. Ele vê os dias passarem sem que algo em sua vida mude.
   No pouco tempo que sobra do seu dia para encaixar as tarefas que podem levar à sua autorealização (tarefas sem margem), acaba sendo ocupada por tarefas de ocupação dispensáveis como assistir televisão e ficar nas redes sociais. Dessa forma o estresse aumenta e sua produtividade cai ainda mais, gerando um ciclo vicioso.
   A diferença básica de uma pessoa nível A para o nível E é a relação entre o resultado obtido e o esforço colocado para concluir a tarefa. Abaixo estão os 5 níveis de Produtividade e quais suas diferenças:
   Nível E: As tarefas obrigatórias, ou seja, de ocupação, e entre elas se encontra as atividades dispensáveis em maior quantidade do que as obrigatórias. Quase não se produz algo (tarefas de produção), e das poucas vezes que faz, não é satisfatório para si.
   Nível D: Ainda prevalecem as tarefas de ocupação, porém no nível D, já começam ser reduzidas as atividades de ocupação dispensáveis.
   Nível C: As tarefas começam a ficar mais distribuídas. Suas tarefas de produção praticamente são iguais às de ocupação. Com a diminuição, abre espaço para as tarefas de produção, porém, ainda sim com grande predomínio das tarefas sem margem.
   Nível A e B: São praticamente idênticos. Pessoas com esse níveis de produtividade são conscientes de quais tarefas precisam ser realizadas durante o dia, e ainda, de quais atividades não realizar, porque sabem que roubam seu tempo e impedem de alcançar a produtividade máxima. Não há uma diferença clara entre os níveis, o que acontece é que as pessoas do nível B acabam possuindo um pouco menos de tarefas de produção com margem do que as de nível A.
   E você, em qual perfil você se encaixa? Quanto tempo você perdeu?

Bottom Ad [Post Page]